Ex-técnico da base ataca diretoria do Santos: 'Tinha cara bandido'


Treinador das categorias de base do Santos durante seis anos, Aarão Alves, que atualmente trabalha no Shandong Luneng-CHN, teceu duras críticas a atual diretoria do clube, que o demitiu em abril de 2018, ainda no início da atual gestão.

O técnico que comandou o sub-17 e 20 do Alvinegro Praiano, classificou algumas pessoas que gerem o clube como bandidos, mal elementos e acusou de agirem com maldade.

A base do Santos, os caras destruíram. Tinha cara bandido, mal elemento e isso eu falo na cara de qualquer um deles, como falei. E eu não faço questão de trabalhar com esses caras, aliás, não quero trabalhar. Prefiro fazer outra coisa na minha vida do que trabalhar com mal elemento. Mas, eu tenho tranquilidade e moral pra falar, porque eu tenho seis anos de Santos e sei que as vezes têm coisas que só quem te caráter consegue segurar a onda afirmou em live com o jornalista Fellipe Camargo.

Aarão disse, ainda, que emitiu essa opinião diretamente ao presidente José Carlos Peres, durante o evento em comemoração aos 50 anos do milésimo gol de Pelé, em novembro do ano passado.

Eu tenho tranquilidade pra falar, porque já falei na cara de várias pessoas, inclusive do presidente. Você fica ouvindo um monte de mentira e em um certo momento eu falei que o que eles estão fazendo é covardia. Graças a Deus eu estou bem empregado, mas teve gente que estava ali e foi mandada embora sem motivo algum. Pessoas com história e que estão passando dificuldades. Ele falou que me entendia e eu, em respeito aos outros ex-jogadores, que fizeram história no clube, não quis estender o papo comentou.

Dispensado do Santos após a eliminação na primeira fase da Copa do Brasil sub-20, Aarão Alves, que é filho do ex-jogador santista, das décadas de 60 e 70, Manoel Maria, e afilhado do Rei Pelé, foi o responsável por revelar atletas como Thiago Maia, Arthur Gomes, Caio Henrique e etc.

Fonte: Fábio Lázaro

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *